Alimentos que o seu filho precisa aprender a amar

Eu confesso! Tenho uma dificuldade absurda para alimentar o meu filho, ele ñ gosta de nada saudável, e quando consigo pôr alguma coisinha na boca dele ele força o vômito e põe tudo pra fora. Meu baby já tem 2 aninhos e não quer abandonar o gogó ! Aff, é um processo todos os dias, mas ñ posso desistir e sinceramente tem horas que da vontade de meter o cacete. Mas.......... respiro fundo e continuo tentado, fazer o que né, isso é ser mãe!
Se você tem alguma dificuldade assim como eu , colhi alguns coisinhas que seu filho PRECISA APRENDER A AMAR!!!!!!! E nada de preguiça hein,vamos a luta.


saude-alimentos-saudaveis-indispensaveis-para-os-seus-filhos


LEITE
A criança precisa tomar no mínimo três porções de leite ou derivados todos os dias. A partir dessa fase, o leite já pode ser servido em um copinho. Fonte de proteínas e de cálcio, ele é indispensável ao crescimento e à manutenção de dentes e ossos.
Melhor escolha
Após o desmame, o bebê deve receber leite em pó modificado, conforme indicação do pediatra. Gradativamente, pode passar ao leite comum integral. “As gorduras são indispensáveis para a assimilação de algumas vitaminas”, explica o nutrólogo Fábio Ancona, professor da Universidade Federal de São Paulo.
Carnes
De vaca, frango ou peixe, elas devem estar presentes no almoço e no jantar, em porções de 50 gramas. O ideal é servi-las desfiadas ou cortadas em pequenos pedaços. “Os alimentos sólidos ajudam a desenvolver a mastigação, a deglutição, a musculatura da face e a arcada dentária”, afirma a pediatra Maria Aparecida Alfonso Moysés, professora da Universidade Estadual de Campinas. Imbatível na prevenção da anemia, cujo risco aumenta nessa fase de desenvolvimento acelerado, a carne fornece zinco, ferro e aminoácidos essenciais ao crescimento. “O aproveitamento do ferro do feijão é de apenas 10%, enquanto 90% do ferro contido na carne são absorvidos pelo organismo”, diz Fábio.
Melhor escolha
A carne de vaca é a mais rica em ferro, mas evite cortes gordurosos, como filé mignon, picanha e contra-filé. Só compre carne de boa procedência e que apresente cor viva e brilhante. Dispense pedaços com aspecto de queimado ou ressecado.
Cereais
São necessárias cinco porções de cereais ao dia. Ou seja, eles devem estar presentes em todas as refeições. No café da manhã e nos lanchinhos, opte por mingau de aveia com leite, biscoito ou pão. Para almoço e jantar, ofereça arroz, macarrão ou pratos à base de farinha, como uma torta. Nessas refeições, os cereais também podem ser substituídos por raízes, como mandioca, batata, batata-doce e cará, picadinhos ou ligeiramente amassados com o garfo.
Melhor escolha
Entre integrais e comuns, fique com aqueles que já fazem parte dos hábitos da família. “Arroz, macarrão e pães integrais contêm mais vitaminas e fibras. Mas a necessidade de fibras nessa idade é menor do que a de um adulto”, explica a nutricionista Priscila Maximino, da Clínica Nutrociência, em São Paulo.

Feijão
O ideal é uma concha média de feijão, cozido até ficar bem macio, uma ou duas vezes por dia. Ele é fonte de proteínas, calorias e minerais, como o ferro e, combinado com o arroz, fornece também aminoácidos formadores de proteínas que servem de matéria-prima para músculos, ossos, pele e cabelos.
Melhor escolha
Alterne feijão-rosado, preto e branco. Deixe-os de molho antes de cozinhar, para que eles liberem os fitatos – substâncias causadoras de gases.
Frutas
Sirva até quatro porções ao dia. Pode ser em forma de purê, picadinhas, em salada de frutas e até em um sorvete caseiro. No início, ofereça as frutas descascadas, mas, aos poucos, comece a servi-las com casca, para que todas as vitaminas sejam aproveitadas. Lave sempre as frutas em água corrente, inclusive antes de descascar. “Todas elas contêm vitaminas variadas e fibras, mas cada uma possui propriedades específicas. Por isso, é preciso diversificar ao máximo”, diz Priscila.
Melhor escolha
O ideal são as frutas de época. Prefira as que estejam firmes e apresentam casca lisa e brilhante.
Sucos cítricos
Um copo de suco como sobremesa no almoço e no jantar é uma boa medida. Use frutas ricas em vitamina C e sirva o suco logo após o preparo, pois a vitamina C degrada rapidamente em contato com a luz e o calor do ambiente. Outro cuidado importante é lavar a fruta antes de extrair o suco. Devagar no açúcar: uma colher de sobremesa é o suficiente para um dia inteiro. A vitamina C auxilia na absorção do ferro presente nas carnes e no feijão, diminuindo o risco de anemia.
Melhor escolha
As frutas campeãs em vitamina C são laranja, limão, acerola, maracujá, caju e goiaba. Entre as variedades da estação, compre aquelas que estiverem firmes ao toque e com casca lisa e brilhante.

Vegetais amarelo-alaranjados
Devem estar presentes no almoço e no jantar, em forma de purê, refogados ou como recheio de tortas. Legumes com essa coloração são ricos em vitamina A, que aumenta a resistência a infecções e é indispensável ao desenvolvimento celular e à proteção de pele e olhos.
Melhor escolha
Abóbora, cenoura e pimentão são alguns exemplos. Fique de olho nas tabelas de safra para adquirir um produto de melhor qualidade.
Verduras verde-escuras
Meio pires dessas verduras picadinhas no almoço e no jantar é a medida ideal. Devem ser lavadas em água corrente e deixadas de molho em solução bactericida própria (à venda em supermercados). Primeiro, tente oferecê-las cruas. Caso a criança não aceite, refogue ligeiramente e amasse com um garfo até fazer uma papinha grossa. Elas são ricas em vitaminas A e C, potássio e ácido fólico – outro aliado contra anemia.
Melhor escolha
Espinafre, brócolis, couve, agrião e rúcula. Prefira as folhas de cores fortes e aparência viçosa. Descarte verduras amareladas, murchas e queimadas.
Hortaliças cruas
Basta meio pires no almoço e no jantar. Os cuidados de higienização são os mesmos das demais verduras. Para servir, pique miudinho ou rale. Elas são fontes importantes de vitaminas variadas e de fibras.
Melhor escolha
Alface, beterraba e tomate. Selecione hortaliças sem folhas queimadas, com cascas íntegras e que não estejam excessivamente maduras.
Gorduras
Devem ser consumidas em pequenas quantidades – até 1 colher de sopa ao dia. Fornecem energia para o crescimento e participam da formação hormonal. Em excesso, porém, inibem o apetite e podem levar à obesidade.
Melhor escolha
Manteiga, margarina sem gordura trans, óleos vegetais, azeite de oliva e chocolate. Procure acrescentar as gorduras no final do cozimento para preservar suas características positivas.



  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

12 comentários:

@MAKEPOPULAR disse...

ja estou seguindo flor
me ajuda e me segue tb?

www.makepopular.blogspot.com

Aline Jac disse...

Excelente matéria!

Pepper Scrap disse...

As dicas são muito boas mesmo :)

Obrigada pela visitinha em meu blog... já te sigo tbm viu?
Vou participar do sorteio tbm, pode deixar!!! =)

Ah, boa sorte no sorteio que estás participando lá no meu blog! :) Volte sempre, adoro visitas!

Beijinhos
http://pepperscrap.blogspot.com/

Nana Neves disse...

Oie flor... obrigada por se inscrever em meu blog.. me inscrevi no seu tb! e adorei essa matéria, vou precisar muito dela já que meu bebê está a caminho :D
bjux

www.todacheiademanias.blogspot.com

Renata Bastos disse...

Amei seu blog, show! Obreigada por visitar o meu...Já estou te seguindo!
www.mundodanata.blogspot.com
BJS!

Tati disse...

É VERDADE, TEM QUE FAZER VITINHO COMER MESMO...É PRO BEM ESTAR DELE, SAÚDE É O QUE IMPORTA, NÃO DESISTA MIGA, MUITA CALMA NESSA HORA...BJNHS NO CORAÇÃO!!! AMEI O POST, VOCÊ É SUCESSO SEMPRE!!!

Aline Lima disse...

adorei as dicas!! beeijo

www.wcfeminino.com.br

Bruna Cariolato disse...

Adorei o post...


http://vaidademedidacerta.blogspot.com/

Paty Maciel disse...

Obrigada pela visita,adorei o blog,essas dicas são realmente muito uteis,caso ñ receba o pap me avisa,bjs,seguindo

VANESSA CONTE disse...

Oi querida !

Passei pra ver as novidades que vc postou, nossa amei tudo!eu tenho duas meninas uma de 6 e outra de 2 e passo pelas mesmas coisas e tão difícil manter um alimentação certinha com os pequenos né eu sofro mais tento

Beijos...

Vanessa Conte
Blog; modanotucupi.blogspot.com

Janaína Valadares disse...

Lindona mãe sofre ein, eu também era uma praga para comer quando era criança. Bom, ainda sou até hoje não há santo que me faça comer feijão. Mas, a boa notícia é que nunca tive anemia nem nada. Bom, mas vamos as dicas minha mãe fazia carne de panela com batata e cenoura. Batia no liquidificador molho de tomate, cebola, cenoura, cará ou inhame.
Espero ter ajudado...risos
bjos
Jana
^-^ Minha mãe aqui acabou de lembrar que eu sempre comi beterraba e alface também...

Misma Almeida disse...

As dicas são boas.. adorei ...
Meu sobrinhoo tb bao gsta de comer nada saudavel, acontece a msm coisa que vc ..

Ja estou seguindo seu blog ...

http://papofemininoetc.blogspot.com/

Postar um comentário